Se você tem colesterol alto, seu médico pode recomendar mudanças no seu estilo de vida e na sua dieta, mas também pode receitar um remédio para baixar o colesterol. 

Por exemplo, seu médico pode recomendar além de alterações na sua dieta, exercícios físicos ou outras mudanças na sua rotina diária. Se você fuma, ele provavelmente irá te aconselhar a parar de fumar.

O seu médico também pode prescrever remédios ou outros tratamentos para baixar o colesterol. Em alguns casos, ele também pode te encaminhar a um especialista para ter melhor atendimento.

Qual remédio para baixar colesterol o médico pode prescrever

Remédio para colesterol alto
Remédio para colesterol alto

Em alguns casos, seu médico pode prescrever os medicamentos abaixo para baixar o colesterol.

Estatinas

As estatinas são os medicamentos mais prescritos para baixar o colesterol alto. Esses remédios atuam impedindo que o fígado produza mais colesterol.

As estatinas funcionam inibindo uma enzima necessária para produzir colesterol no fígado. Sem a ajuda dessa enzima, seu corpo não pode transformar a gordura que você consome em colesterol.

Ter colesterol alto é perigoso, pois pode acumular placas nas artérias. O acúmulo de placa pode impedir que o sangue flua corretamente e pode aumentar o risco de um ataque cardíaco, por exemplo.

Tipos de estatinas disponíveis

Existem vários tipos de estatinas disponíveis. Elas são:

Estatinas de alta intensidade:
Estatinas de intensidade moderada:

Fluvastatina (Lescol®)
Lovastatina 
Pitavastatina (Ebatz®)
Pravastatina (Pravacol®)
Sinvastatina (Zocor®)

Embora todas as estatinas funcionem da mesma maneira, seu corpo pode responder melhor a um tipo que a outro. É por isso que os médicos às vezes experimentam vários tipos de estatinas até de encontrar a correta para você.

Alguns são mais propensos a interagir com outros medicamentos ou compostos orgânicos. Por exemplo, as estatinas Lipitor® (atorvastatina), Pravacol® (pravastatina) e Zocor ®(sinvastatina) podem interagir com o suco de laranja ou de toranja, de acordo com  a FDA, a ANVISA dos EUA.

A interação pode ser muito perigosa. A mistura desses medicamentos com a laranja ou com a toranja pode aumentar a quantidade de medicamentos na corrente sanguínea e causar efeitos colaterais graves.

Efeitos colaterais da estatina

Embora a maioria das pessoas se dê bem com as estatinas, esses medicamentos podem ter efeitos colaterais. Os efeitos colaterais mais graves ocorrem nas pessoas que tomam outros medicamentos ou que têm alguma doença subjacente. Muitos efeitos colaterais desaparecem à medida que seu corpo se adapta à medicação.

De acordo com a Clínica Mayo , o efeito colateral mais comum das estatinas são dores musculares e articulares. O medicamento também pode causar náuseas e vômitos.

Os efeitos colaterais mais graves incluem danos no fígado e nos rins, aumento da glicose no sangue e efeitos colaterais neurológicos. Em algumas pessoas, as estatinas podem causar uma quebra nas células musculares e levar a danos musculares permanentes.

Inibidores da absorção de colesterol

Se as estatinas não forem uma opção ou você tiver efeitos colaterais, seu médico poderá prescrever um remédio diferente para baixar o colesterol alto. Uma alternativa comum é um inibidor da absorção de colesterol.

Esses medicamentos impedem que o intestino delgado absorva todo o colesterol que você consome dos alimentos. Se não puder ser absorvido, não entra em sua corrente sanguínea.

O único no mercado é o ezetimiba. Este medicamento pode ser combinado com estatinas para produzir resultados mais rápidos. No entanto, muitos médicos prescrevem a ezetimiba sozinha junto com uma dieta com pouca gordura para ajudar a baixar o colesterol.

Sequestrantes

Outra alternativa às estatinas são as resinas de ligação ao ácido biliar ou sequestrantes. Esses medicamentos funcionam se ligando à bílis no intestino e, assim, bloqueando a absorção do colesterol na corrente sanguínea.

Estes são os medicamentos mais antigos disponíveis para baixar colesterol alto. Como eles não são tão eficazes quanto outros medicamentos, são mais usados ​​por pessoas com colesterol que são apenas ligeiramente mais altos que o normal.

Os sequestrantes também podem causar deficiências vitamínicas quando tomados por um longo tempo. A deficiência de vitamina K é especialmente perigosa, porque é a vitamina que ajuda a parar o sangramento.

Inibidores de PCSK9

Os inibidores da PCSK9, como as estatinas, são eficazes na redução do colesterol. Esses medicamentos oferecem uma alternativa para quem não pode tomar estatinas.

As pessoas têm um gene chamado pro-proteína convertase subtilisina / cexina tipo 9 (PCSK9). Ele determina o número de receptores de lipoproteína de baixa densidade (LDL) no corpo. Esses receptores regulam a quantidade de colesterol LDL na corrente sanguínea.

Alterações nesse gene podem diminuir a quantidade de receptores de LDL. As drogas PCSK9 funcionam suprimindo a enzima PCSK9 expressa pelo gene.

Conclusão:

Existem vários tipos diferentes remédios para baixar o colesterol, de estatinas a outras alternativas. O seu médico é quem pode decidir qual o melhor tratamento para você .

Alterações na sua dieta e a prática de exercícios físicos, juntamente com remédios naturais, podem baixar o colesterol, se as estatinas causarem efeitos colaterais desconfortáveis.

Depois de começar a tomar um medicamento, converse com seu médico se desejar fazer alguma alteração. Ele pode decidir quando você pode diminuir sua dose ou fazer alterações nos seus medicamentos.

Esse artigo é meramente informativo e não deseja substituir a consulta médica, não tome nenhum remédio sem prescrição do seu médico.

LEIA TAMBÉM

20 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *